O que é o Araucária+?

Uma iniciativa de valorização econômica da Floresta com Araucárias, que fomenta novos negócios para promover a sua conservação.

O Araucária+ convida produtores, indústria, varejo e sociedade a participar de uma rede sustentável de consumo e produção, para adicionar mais valor à floresta e colher benefícios da conservação.
Rodada de Inovação Araucária+

A Iniciativa

Idealizado pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Fundação CERTI, o Araucária+ promove a conservação da Floresta com Araucárias por meio da inclusão socioeconômica de proprietários de áreas naturais em cadeias produtivas inovadoras, tendo como base espécies nativas não madeireiras dessa floresta, como a erva-mate (Ilex paraguariensis) e o pinhão – que é a semente da araucária (Araucaria angustifolia).

Os produtores locais são conectados a um mercado diferenciado, formado por empresas que adotam estratégias de inovação e sustentabilidade em seus produtos, demandando insumos de origem sustentável, com informação e rastreabilidade agregada. Para acessar este mercado diferenciado, os produtores passam a adotar sistemas produtivos de acordo com um Padrão Sustentável. Para tanto, recebem orientação técnica, capacitação e preço diferenciado.

Além da estratégia de Conservação pelo Uso, através do Padrão Sustentável de Produção, a iniciativa prevê também mecanismos econômicos que viabilizam a Conservação Integral de remanescentes de Floresta com Araucárias, despertando o interesse das comunidades em preservar remanescentes sem a exploração de recursos florestais.

O modelo proposto como estratégia para conservação da Floresta com Araucárias se baseia na plataforma Ecossistema de Inovação Verde¹. Este “ecossistema” é formado por atores que estão (ou poderiam estar) envolvidos das mais variadas formas com as cadeias produtivas de produtos da floresta, mas que por falta de incentivos, de conhecimento, ou por outros motivos, acabam trabalhando de forma isolada. Para quebrar estas barreiras de isolamento, o Agente Articulador (HUB) do Araucária+ tem o papel de identificar sinergias e conectar atores que, em conjunto, desenvolvem estas cadeias produtivas e gerar, de forma direta ou indireta, a conservação da sociobiodiversidade da Floresta com Araucárias.

Números do Ecossistema Araucária+
Números atualizados em Agosto de 2016.



20
Empresas Envolvidas


83
Produtores Articulados


33
Outras Organizações


4760650
de Floresta Conservada

O Agente Articulador (HUB)

O Agente Articulador é a peça-chave do Araucária+, pois atua como conector entre os produtores sustentáveis, o mercado e entre todos os outros atores envolvidos – como redes de pesquisa e desenvolvimento, investidores, organizações governamentais e não governamentais, start ups e outros que possam contribuir de forma direta ou indireta para a conservação da biodiversidade na Floresta com Araucárias.

Mapa da Área de Atuação

Inicialmente, o projeto irá atuar na região do Planalto Serrano Catarinense. A região possui características que determinaram a definição da região inicial como a presença de alguns dos maiores remanescentes de Floresta com Araucárias, a ocorrência de várias espécies endêmicas, a presença de iniciativas de conservação sinérgicas e potenciais parceiros.

O Araucária+ tem como objetivo ampliar a sua área de atuação para todas as regiões que abrigam o ecossistema Floresta com Araucárias.

Reconhecimento



Em 2014, o Araucária+ foi selecionado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP) como case de inovação em desenvolvimento local.

Acesse a Publicação (PDF)


Em 2015 foi certificado pela Fundação Banco do Brasil como Tecnologia Social, constando no Banco de Tecnologias Sociais.

Acesse o Banco de Tecnologias Sociais


1º Lugar Categoria Natureza 2016

Acesse o site do Prêmio von Martius

Histórico da Parceria

Um dos ecossistemas mais característicos da Região Sul, a Floresta Ombrófila Mista (FOM), ou Floresta com Araucárias, tem hoje menos de 3% da sua área cobertura florestal original. Para compreender as causas dessa degradação e propor alternativas para a conservação dessas florestas, em 2012, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza encomendou à Fundação CERTI a elaboração de um estudo sobre as cadeias produtivas do pinhão e da erva-mate, que são espécies nativas desse ecossistema.

A partir dos impactos identificados, foi elaborado um modelo de valorização e conservação da Floresta, que alia critérios de produção sustentáveis à agregação de valor dessas cadeias produtivas. Em 2013, as duas instituições firmaram parceria para colocar essa estratégia em prática e lançaram o Araucária+, que conta desde o início com o apoio da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (CODESC) e a partir de 2016 com o apoio da Fundação Banco do Brasil.

Araucária+

Iniciativa:

Fundação Grupo Boticário Fundação CERTI

Apoio:

CODESC Fundação Banco do Brasil Brasilcap

Galeria de Fotos

Fotografia por Zig Koch
Fotografia por Zig Koch
Fotografia por Haroldo Palo Jr.
Fotografia por Haroldo Palo Jr.

Galeria de Vídeos

play_circle_filled

Fale Conosco